Ações pacificadoras e sua real efetividade no esporte

Durante essa semana a pauta ”violência” nos estádios se deu por alguns motivos: O clássico entre Palmeiras e Corinthians, onde foi cogitada a ideia de torcida única que acabou não sendo executada. Tivemos também uma ação em Pernambuco, onde mães de membros de uma torcida organizada foram colocadas de surpresa para fazerem a segurança do setor do estádio onde fica esse grupo de uniformizados. Além do comunicado da diretoria do Internacional-RS que no próximo Gren-Nal, que terá o colorado como mandante haverá uma área de torcida mista, onde um sócio do inter poderá convidar um amigo gremista para assistirem a partida juntos.

Todas as ideias e ações que tem como objetivo coibir a violência são válidas e devem ser testadas e implementadas, mas, quais delas realmente funcionam, como, por qual motivo? Ações como a de Pernambuco, realizada por uma agência(Ogilvy Brasil) são efetivas sim, naquele momento, torcida única em clássicos restringem conflitos apenas dentro do local da partida, mas confusões continuam acontecendo em volta e pelas ruas da cidade. Como poderemos chegar então a ver como uma prática comum, e não uma ação isolada a ideia dos colorados em Porto Alegre?

Vamos então recorrer a um grande, se não o maior exemplo de violência e posteriormente, extinção da mesma no futebol internacional: A Inglaterra e seus Hooligans. Essa ”classe” de torcedores foi durante muitos anos referência em fanatismo negativo do futebol, eram grupos de torcedores organizados, que causavam desordem e violência por onde passavam, quase chegando a um ponto incontrolável para as autoridades. Dada a situação, o Estado juntamente com órgãos responsáveis pela segurança no ano 2000 implantaram e fizeram cumprir uma rigorosa lei que previa e executou punições exemplares para esse grupo que estava destruindo o esporte e consequentemente acabando com a imagem do mercado e do país como um todo. Em 2013, durante uma entrevista a Folha de São Paulo, o promotor inglês Nick Hawkins(chefe da Procuradoria Britânica que investiga violência no futebol) foi informado que desde a aplicação das leis, temos um total de 46 mil presos, dando uma média de 3.500 por ano, números que surpreenderam até ele mesmo, segundo a matéria.

O que podemos concluir de tudo isso ? Primeiramente que, problemas com violência são encontrados em todo lugar, fatores emocionais decorrentes de um jogo, aliados a alguns potencializadores como álcool ou drogas são facilmente encontrados em qualquer lugar e qualquer país. A diferença entre nós e eles é a criação de leis e principalmente cumprimento das mesmas. No Brasil estamos caminhando lentamente em direção a legislações e conscientização da população, mas, sem o rigor e fiscalização das autoridades estamos fadados ao fracasso. Em segundo lugar, além de termos como consequência direta a melhoria da qualidade de vida, já que os eventos esportivos se tornarão cada vez mais locais de convivência familiar, teremos também uma alta no valor do espetáculo, pontos intangíveis como valorização do campeonato, das marcas dos clubes que poderão se transformar em pontos rentáveis futuramente.

Passou da hora de tomarmos uma postura eficaz contra esse mal que assola e danifica nosso esporte num geral.

Robert Batista.

Logo bpm vertical degradê PARA O BLOG

Fontes:

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2013/12/1389004-para-conter-hooligans-inglaterra-prende-3500-torcedores-por-ano.shtml

http://espn.uol.com.br/video/483249_conselheiro-do-inter-explica-torcida-mista-no-gre-nal-socio-torcedor-vai-convidar-torcedor-do-gremio

http://globoesporte.globo.com/pe/futebol/campeonato-pernambucano/noticia/2015/02/maes-surpreendem-torcedores-uniformizados-em-classico-em-pe.html

http://esportes.terra.com.br/nautico/maes-de-organizados-viram-segurancas-em-sport-x-nautico,2e6badd7afd6b410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

Imagem Capa – Fonte: http://shakhtar.com/data/imgdata/foto/news/108308__full_news.jpg(adaptada)

One thought on “Ações pacificadoras e sua real efetividade no esporte

  1. […] no dia das mães o ”Mães Seguranças” que foi inclusive citado em um outro post(leia aqui), lançou no dia 30/08 o ”Adote um pequeno torcedor”. Essa ação tem o objetivo de dar […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>