Cashless vs empresas de cartões

Há algum tempo a BPM publicou um artigo chamado Cashless, o adeus às filas nos eventos esportivos . Pouco mais de 3 anos depois podemos dizer que ainda está engatinhando, mas este sistema tem tudo para se desenvolver bem por aqui. Conforme dito no artigo anterior o custo benefício a todos os envolvidos é grande. Sendo assim, façamos uma análise distinta desta vez.

É verdade que nem todo terminal utilizado para este tipo de compra precisa estar vinculado a uma bandeira. Podemos dizer então que o Cashless apresenta um risco em potencial às tradicionais bandeiras de cartões? Tudo depende do ponto de vista. Lembre-se da estória do “copo meio cheio ou meio vazio”. Situações de crise sempre geram oportunidades.

A Visa, por exemplo, parece visto o “copo cheio”. A bandeira tem apresentado para que o consumidor efetue sua compra. Uma pulseira ou o celular podem ser utilizados por seus clientes nestes momentos. E mesmo que só agora este recurso esteja chegando a você ele já havia sido testado nos Jogos Olímpicos de Londres 2012. O que mostra que a empresa já estava atenta a questão.

Resultado de imagem para visa cashless
E isso não é apenas um “carinho” da marca, mas uma necessidade de se adequar a concorrência e a uma nova realidade. Pense bem, até a falta de segurança torna este sistema uma tendência de mercado. Ou você ainda anda com muito dinheiro no bolso? E empresas com visão estratégica com certeza terão que se adaptar a este cenário.

Também vale lembrar que bandeiras de cartões são alguns dos principais investidores do mundo esportivo. Tendo, inclusive, exclusividade em alguns eventos. Como aconteceu nos Jogos Rio 2016. Logo, é muito provável que esta nova variável ocasione mudanças nos formatos de patrocínio de ativação de marca. As possibilidades seriam infinitas. Quem sabe a Disney, com sua fantástica ativação e flexibilidade de uso do seu “Magic Band” não inspire estas marcas? Afinal, trata-se de uma marca referência no Marketing na Gestão de Eventos.

Resultado de imagem para magic wristbandsResultado de imagem para magic wristbands

 

 

 

 

 

Por Matheus Gomes

Gostou? Curta e compartilhe! 😉

Logo bpm vertical degradê PARA O BLOG

“O ESPORTE CONSTRÓI MARCAS!”

Confira na íntegra as matérias que inspiraram este post:
Artigo 1: BPM Marketing Esportivo
Artigo 2: telegraph.co.uk
Artigo 2: Cashless Sweden
Artigo 3: Arenaplan

Imagem Capa – Divulgação mobilepaymentstoday.com (adaptada)
Imagem 2: The Telegraph
Imagens 3 e 4: Disney
Imagem 5: Propriedade BPM Marketing Esportivo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>